Por que atuar em empresas do mercado de transição energética?

imagem Por que atuar em empresas do mercado de transição energética?

Trabalhar em empresas do mercado de transição energética pode ser uma opção gratificante para aqueles que desejam fazer a diferença. Além de contribuir para a preservação do planeta, os profissionais desse mercado têm a chance de desenvolver soluções inovadoras para outras empresas, residências e indústrias.

A transição energética é uma das metas do Pacto Global das Nações Unidas, cujo um dos objetivos principais é mobilizar organizações para adotar práticas sustentáveis. Na agenda 2030 da ONU (Organizações das Nações Unidas), também está estabelecida a promoção de fontes de energia limpas e renováveis como uma das metas para o desenvolvimento sustentável mundial.

Nesse contexto, as empresas que atuam na transição energética passam a desempenhar um papel de protagonismo na jornada em direção a um futuro mais sustentável, e os profissionais interessados podem contribuir para essa missão.

Neste artigo, exploraremos os desafios do mercado de transição energética no Brasil e as vantagens em trabalhar no setor. Você entenderá o impacto e as oportunidades desse mercado em constante expansão. Confira!

O que é transição energética?

Transição energética é o processo de mudança na matriz energética no qual passam a ser adotadas fontes de energia mais limpas, sustentáveis e eficientes em substituição aos combustíveis fósseis tradicionais, como petróleo, carvão e gás natural. Essa transformação envolve a crescente utilização de energias renováveis, como solar, eólica, hidrelétrica e biomassa, além de tecnologias como armazenamento de energia e mobilidade elétrica.

E o Brasil tem muito potencial nesse sentido: de acordo com reportagem do jornal InfoMoney, as usinas eólicas são a terceira maior matriz elétrica do Brasil e, todos os dias, cerca de 12,5% da energia elétrica produzida no país tem origem nos ventos.

Essa mudança é necessária para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e mitigar os efeitos das transformações climáticas no planeta.

Quais os maiores desafios enfrentados por empresas do mercado de transição energética?

O mercado de transição energética tem atraído cada vez mais investimentos e atenção global graças ao seu potencial de combater as mudanças climáticas e reduzir a pegada de carbono. No entanto, esse crescimento não é isento de obstáculos.

A seguir, apresentamos alguns dos maiores desafios que as empresas de transição energética têm enfrentado — e que também podem ser os seus desafios quando estiver atuando na área!

Regulação e políticas públicas

A transição para fontes de energia mais limpas e renováveis está diretamente ligada às políticas governamentais e à regulamentação, que mudam constantemente.

No Brasil, embora exista uma dependência histórica da nossa matriz energética de fontes não renováveis, já estão ativas leis importantes relacionadas à promoção da transição energética no país, como a PRONASOLAR (Política Nacional de Energia Solar Fotovoltaica) e a lei 14.300, conhecida como Marco Legal da Geração Distribuída.

Muitos países ainda oferecem incentivos fiscais e subsídios para combustíveis fósseis, o que pode dificultar a competitividade de empresas que investem em fontes de energia renovável. O Brasil, por exemplo, apesar dos esforços em investir na regulação do mercado de energia solar, ainda mantém subsídios à produção de petróleo, gasolina, diesel etc.

Investimento e Financiamento

A transição energética exige grandes investimentos em infraestrutura, tecnologia e capacitação. Esses investimentos, no entanto, podem ser difíceis de obter, especialmente em países em desenvolvimento, onde os recursos financeiros são limitados e as taxas de juros são altas.

Porém, mais difícil não quer dizer impossível: em 2022, por exemplo, o estado de São Paulo arrecadou R$ 2 bilhões para financiar projetos sustentáveis e de transição energética.

Além disso, investidores muitas vezes são cautelosos e rigorosos em investir em empresas de transição energética, pois podem ter menos experiência e histórico de sucesso que empresas estabelecidas no setor de combustíveis fósseis.

Tecnologia e Inovação

A inovação tecnológica é essencial para o sucesso das empresas de transição energética, mas também pode ser um desafio. A tecnologia avança rapidamente, e as empresas precisam estar atualizadas sobre as últimas tendências e inovações em energia limpa.

Exemplos de inovação como painéis solares mais eficientes e turbinas eólicas mais leves e potentes, têm permitido a geração de energia renovável em maior escala e a preços melhores para diferentes tipos de empresa e público em geral.

Logo, as empresas precisam ser capazes de avaliar essas tecnologias e investir naquelas que têm o potencial para se tornarem competitivas.

Gerenciamento de riscos e incertezas

A transição energética envolve incertezas que incluem mudanças climáticas imprevisíveis, flutuações de preços e oscilações políticas. Logo, as empresas precisam estar preparadas para gerenciar esses riscos e incertezas, o que exige estratégias de gerenciamento de riscos avançadas e a diversificação de seus investimentos.

Por que trabalhar nesse mercado?

Se você é uma pessoa que busca propósito em sua carreira e deseja fazer a diferença no mundo com ações sustentáveis, trabalhar em empresas do mercado de transição energética é uma excelente chance de atingir esse objetivo. Veja, a seguir, as vantagens de migrar para o setor.

Contribuir para a sustentabilidade do planeta

Sabe aquela sensação de fazer a diferença no mundo? Trabalhar em empresas do mercado de transição energética é a oportunidade perfeita para sentir isso na prática.

Afinal, a transição para fontes de energia mais limpas e renováveis é fundamental para combater as mudanças climáticas e reduzir a pegada de carbono.

Ao trabalhar em empresas desse ramo, você pode fazer parte dessa batalha pela sustentabilidade e contribuir diretamente para um planeta mais verde e saudável.

Desenvolver soluções inovadoras e personalizadas

Como o mercado de energia limpa é relativamente novo, há espaço para a criação de tecnologias e soluções personalizadas para atender às demandas específicas de grandes organizações, residências e indústrias.

Isso pode ser uma grande oportunidade para profissionais que gostam de usar a criatividade na prática.

Oportunidade de crescimento profissional

As empresas de transição energética estão em expansão e, como resultado, tendem a oferecer muitas oportunidades de crescimento profissional para os talentos do setor.

À medida que essas empresas se expandem, há uma maior demanda por profissionais experientes em áreas como engenharia, gestão de projetos, tecnologia e finanças.

Consciência social

As empresas de transição energética têm, entre os seus valores, uma forte consciência social e ambiental, e isso pode ser uma grande vantagem para aqueles que desejam trabalhar em um ambiente que valoriza a sustentabilidade e a responsabilidade social.

Vale a pena atuar na GreenYellow?

Você está buscando uma empresa onde possa trabalhar com propósito, fazer a diferença no mundo e crescer profissionalmente? Então, você precisa conhecer a GreenYellow (GY)!

Atuando no mercado de soluções em energia, a GreenYellow é uma empresa que acredita que a sustentabilidade e a rentabilidade caminham juntas.

Com soluções inovadoras e personalizadas para cada cliente nas áreas de Eficiência Energética, Energia Solar, Comercialização de Energia e Mobilidade Elétrica, a equipe da GY ajuda outras empresas a reduzir seus impactos ambientais e a economizar dinheiro na conta de energia ao mesmo tempo. Não é à toa que crescemos 23% em 2022.

Mas não é só a nossa palavra que importa. Quer saber como é realmente trabalhar na GreenYellow? Confira abaixo depoimentos de integrantes do nosso time:

Alana Coutinho Lima, Especialista Contábil na GreenYellow

Alana expressa que trabalhar em uma empresa de energias renováveis e transição energética traz novas experiências e aprendizados todo o tempo. Ela afirma que “(…) sempre me proporciona agregar algo novo, seja de uma ótica mais financeira ou até mesmo mais técnica operacional, além de ter a consciência de que estou em uma companhia que pensa em trazer benefícios ambientais futuros ao nosso planeta e que está cada vez mais em expansão”.

Sobre o setor financeiro, Alana comenta seu papel no dia a dia da GY: “[estou] presente em toda a cadeia de um projeto desde à sua concepção até a finalização, com os estudos de viabilidade, orçamentos, controle de gastos, faturamento, atendimentos ao Fisco Brasileiro, Reporting e prestação de contas à nossa matriz na França (…)”.

Além disso, Alana enfatiza que o foco da empresa em sustentabilidade é um diferencial importante para ela: “Saber que a empresa em que trabalho tem como seu negócio principal uma atividade diretamente ligada em reduzir os impactos ambientais sem dúvida é um diferencial nas minhas escolhas”.

Priscilla Kubik Martins, Consultora de Eficiência Energética na GreenYellow

Priscila descreve seu trabalho na GY como de grande valia para a questão profissional, pois consegue maximizar os benefícios para os clientes de maneira ambientalmente consciente. Ela completa: “No quesito pessoal, é a satisfação de poder contribuir com o seu conhecimento para atender da melhor forma possível o nosso cliente e visando um mundo melhor através do seu trabalho”.

Ela enfatiza o papel significativo da iluminação, explicando que “em nossa área, atuamos com a iluminação artificial e muitas vezes em conjunto com a iluminação natural, buscando níveis máximos de eficiência energética em projetos lucrativos, gerando economia para o cliente, melhorando o nível de iluminância com produtos de alta eficiência, menor geração de resíduos (…). Além disso, podemos contribuir para um melhor ambiente de trabalho e, consequentemente, melhor qualidade de vida da pessoa que ali permanecerá por longos ou curtos períodos durante o dia.”

Sendo apaixonada por arquitetura bioclimática e sustentável, Priscilla vê a aliança de seus valores com os objetivos de sustentabilidade da GY como um fator decisivo que influencia suas escolhas de carreira: “Sou Pós-Graduada em Sustentabilidade em Arquitetura e Urbanismo, que é muito além de plantar árvores e fazer a coleta seletiva de resíduos. É projetar concepções em um novo empreendimento ou atuar em locais já existentes de forma a minimizar a utilização de soluções que produzam altos gastos energéticos“.

Até aqui, pudemos entender a importância do mercado de transição energética e como as empresas do setor oferecem oportunidades para profissionais que buscam fazer a diferença no mundo. A GreenYellow é um exemplo que tem se destacado nesse mercado e oferece um ambiente de trabalho inovador para profissionais inovadores.

Se você quiser continuar aprendendo sobre o setor energético no Brasil, aproveite para baixar gratuitamente nosso guia completo sobre o Mercado Livre de Energia.

Posts relacionados

Case de sucesso de empresa sustentável: conta de energia em baixa na Rede Assaí

Case de sucesso: eficiência energética inteligente para o Grupo Casas Bahia

O papel das empresas na luta contra as mudanças climáticas

Transforme seu negócio com o marketing verde: descubra o que é, vantagens e exemplos

Economizar energia com inovação: o impacto das soluções de eficiência energética na Leroy Merlin

Eficiência energética na indústria: confira as tendências do setor

GreenYellow fecha parceria com Enerzee para expandir atuação no mercado de telhados C&I